Novilíngua, eufemismos e … testosterona

Novilíngua, eufemismos e … testosterona

por Percival Puggina – O famigerado “politicamente correto” parece nascido nas páginas de 1984, o profético livro de George Orwell Leia mais »

Verdes apanicados pela abertura de institutos e arquivos sobre o clima

Verdes apanicados pela abertura de institutos e arquivos sobre o clima

por Lui Dufaur – Se as instituições científicas até agora instrumentalizadas por militantes ambientalistas passam a fornecer dados certos, as Leia mais »

Concorrência força melhoria da qualidade do serviço de Táxi em Florianópolis

Concorrência força melhoria da qualidade do serviço de Táxi em Florianópolis

por Paulo Simões –  A chega dos aplicativos de transporte particular de passageiros em Florianópolis está forçando a preocupação com a qualificação Leia mais »

Proibida a pesca de 475 espécies de peixes e invertebrados

Proibida a pesca de 475 espécies de peixes e invertebrados

por Paulo Simões – A decisão que proíbe a captura, transporte, armazenamento, guarda e comercialização de 475 espécies de peixes e invertebrados Leia mais »

CDL DECLARA APOIO ÀS MEDIDAS LEGAIS ADOTADAS PELA PREFEITURA DE FLORIPA

CDL DECLARA APOIO ÀS MEDIDAS LEGAIS ADOTADAS PELA PREFEITURA DE FLORIPA

por Paulo Simões –  Em função do atual cenário político enfrentado pela nova administração pública municipal, a CDL de Florianópolis Leia mais »

Anac autoriza Fatma a utilizar drones

Anac autoriza Fatma a utilizar drones

por Claudia De Conto e Anne Caroline Anderson – A Fundação do Meio Ambiente (Fatma) recebeu no início do mês a autorização Leia mais »

 

Quase 4 mil estabelecimentos fecham as portas em Santa Catarina no primeiro semestre de 2016

Santa Catarina encerrou o primeiro semestre de 2016 com fechamento líquido de 3.701 lojas, o que corresponde a uma retração de 1,5% em estabelecimentos comerciais que empregam ao menos um funcionário. O saldo entre o número de lojas abertas e fechadas é expressivamente maior na comparação com o mesmo período do ano passado (1.337 estabelecimentos), mas menor em relação ao semestre anterior (4.284), conforme levantamento da CNC realizado com dados do Ministério do Trabalho. No Brasil, o recuo foi de 67,9 mil nos seis primeiros meses de 2016, abaixo do saldo do segundo semestre de 2015 (73,1 mil).

ComercioSCA inflação elevada, o desemprego e a redução no nível da renda da população desaqueceram a economia em geral e corroeram a capacidade de consumo das famílias. “Muitos empresários estão cortando na carne antes de fechar as portas ou demitir. Embora SC tenha fechado quase o dobro de estabelecimentos na comparação com 2015, o estado foi menos afetado que mercados consolidados como São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro e os dois estados vizinhos, Paraná e Rio Grande do Sul. Os dados dos últimos meses também apontam que a queda nas vendas vem desacelerando e o fechamento de vagas deve continuar até o fim do ano, mas em menor ritmo. A expectativa é de uma retomada gradual na entrada de 2017”, afirma o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt.

ComercioBRO fechamento das lojas está diretamente relacionado à queda no volume de vendas. De acordo com a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do IBGE, o varejo catarinense fechou o primeiro semestre deste ano com queda de 8,7% no volume de vendas, a mais acentuada desde o início da série histórica em 2001. Já no mês de junho, o comércio amargou recuo de 5,8% na comparação com o mesmo período de 2015.

O volume de vendas do varejo restrito (sem atividades de material de construção e veículos) encolheu 7,9% de junho de 2015 a junho de 2016 em SC. Quanto à receita nominal, a variação foi de 2,9%. No cenário nacional, o resultado do volume de vendas fechou com queda de 6,7% e a receita nominal variou positivamente em 3,4%.

                                                                      
Fonte: Fecomércio SC